Teste de Latências Múltiplas de Sono (TLMS) Diurno Pós PSG

O teste de latências múltiplas do sono (TLMS) é um exame realizado no período diurno, em geral após o registro de Polissonografia de noite inteira, havendo a monitorização de breves períodos de sono e de despertar em laboratório especializado.  O ideal no entanto é a realização do exame no dia seguinte após a polissonografia. O procedimento tem um tempo total de 8:30hs, portanto o paciente deve vir preparado para passar o dia na clínica. Pode trazer livros, bordado, computador, o que lhe parecer importante para ser utilizado ao longo do dia.

O exame documenta objetivamente a sonolência e a ocorrência de sono REM durante o período diurno, permitindo diagnosticar com precisão a narcolepsia e contribuindo para o diagnóstico diferencial de outras condições que cursam com hipersonia, a exemplo da síndrome da apnéia obstrutiva. O procedimento consiste na obtenção de quatro a cinco registros de eletroencefalograma, com duração de 20 a 35 minutos, a cada duas horas.

A presença de latência média para o início do sono igual ou inferior a oito minutos e de dois ou mais cochilos com sono REM confirma a narcolepsia. Prevalente em cerca de 0,018% a 0,040% da população geral, com discreto predomínio no sexo masculino, a narcolepsia é uma doença crônica e incapacitante que se caracteriza por sonolência diurna excessiva em mais de 90% dos casos e por um conjunto de sintomas de fácil identificação, embora não necessariamente sempre presentes.