Polissonografia de Noite Inteira

A polissonografia é um exame realizado para diagnosticar distúrbios relacionados ao sono. Ele vai avaliar múltiplos parâmetros ao mesmo tempo. O exame registra as ondas cerebrais através de um eletroencefalograma (EEG), o nível de oxigênio no sangue (oximetria de pulso), a frequência cardíaca e respiratória, assim como os movimentos dos olhos e nas pernas durante todo o exame. O exame também serve para ajustar o seu plano de tratamento de um paciente já diagnosticado com um distúrbio do sono.

O paciente passará a noite na clínica onde o exame será realizado, para que o período de sono seja monitorado com o acompanhamento de um profissional e de aparelhos especializados.

O exame é indicado após avaliação de um profissional especializado que avaliará a necessidade de investigar um distúrbios do sono, como quadros de insônias, sonolência excessiva, apneia obstrutiva do sono, sonambulismo, narcolepsia, roncos excessivos, terror noturno, bruxismo e outros comportamentos anormais durante o sono.

A polissonografia é um exame que não possui riscos, é indolor e não invasivo. Os sensores e eletrodos utilizados no procedimento serão fixados no paciente de forma que não atrapalhem o sono. Em alguns casos, pode haver alguma irritação na pele nos locais onde os eletrodos são colocados por causa da cola utilizada para a fixação.

Para realizar o exame, o paciente deverá dormir na clínica, onde, por meio de eletrodos e sensores colocados em todo o corpo, será feito o monitoramento.

O objetivo do exame é que o procedimento ocorra de forma a similar a uma noite comum de sono, por isso o paciente irá chegar na clínica com alguma antecedência ao horário de dormir usual, para preenchimento de alguns questionários, e será encaminhado para um quarto onde o exame será realizado. Um profissional irá acompanhar o procedimento e irá intervir somente quando necessário. E o exame terminará quando paciente acordar pela manhã seguindo o horário que o mesmo normalmente desperta.