Vectoeletronistagmografia

O equilíbrio corporal é formado pela tríade composta entre o sistema visual/ocular, sistema proprioceptivo e pelo sistema vestibular (orelha interna e suas interações com tronco encefálico e cerebelo). O exame de vectoeletronistagmografia avalia de forma minuciosa cada parte desses sistemas e sua interação.

A tontura e o desequilíbrio são os principais sintomas indicativos para que o médico solicite o exame, mas também pode ser necessário realiza-lo em pacientes com perda auditiva neurossensorial e zumbido; cinetose; cefaleia; síndromes de tronco encefálico e cerebelo ou ainda em pacientes que apresentaram quedas sem motivo aparente.

É realizado pelo fonoaudiólogo e exige um preparo específico. O paciente deve suspender o uso de bebidas alcoólicas, chá, café e refrigerante dois dias antes da realização do exame. Evitar o uso de medicações não essenciais, tais como: tranquilizantes, narcóticos, antialérgicos e principalmente os anti-vertiginosos, que alteram a avaliação, podendo mascarar seu resultado. É recomendado ainda que no dia do exame o paciente faça uma alimentação leve, até três horas antes e não fume. Crianças e idosos devem ser acompanhados por um familiar responsável, pois o exame é indolor, dura aproximadamente 40 minutos e comumente tem como reação adversa tonturas e náuseas, que cessam logo após o término.

Seu objetivo principal é informar se há comprometimento vestibular, descobrir qual o lado lesado (se direito, esquerdo ou ambos) e ainda definir o local da lesão (se o distúrbio é periférico, central ou misto) e seu tipo (irritativo ou deficitário). Auxilia a identificar a causa do problema, pois através dele é possível estabelecer uma hipótese diagnóstica e qual é o prognóstico, monitorando a evolução do paciente tradado e sua doença, possibilitando a escolha do melhor tratamento para cada caso.