Avaliação do Frênulo Lingual (Teste da linguinha)

Este é um exame que avalia a anatomia e a fisiologia da língua. Algumas alterações no formato, posição e mobilidade deste músculo podem causar anquiloglossia, também conhecida como “língua presa”, tornando possível o comprometimento das funções desempenhadas pela mesma, tais como: sucção, deglutição, mastigação e fala, e ainda por consequência, atrapalhar a respiração.

É altamente recomendado realizar esta avaliação em recém-nascidos, para evitar maiores dificuldades em relação à amamentação. Porém, em crianças maiores e até mesmo em adultos também pode e deve ser feita, sempre que o indivíduo apresentar trocas na fala, alterações dentárias e/ou problemas com a mastigação. Depois de feito o teste, quando detectada alguma alteração no frênulo da língua, o paciente é encaminhado para o médico ou cirurgião dentista para realizar a frenectomia ou frenotomia. Geralmente este procedimento é simples, realizado em centro cirúrgico e requer apenas anestesia local. A recuperação é rápida e os resultados são muito satisfatórios.

A divulgação de sua importância vem crescendo a cada dia, e cada vez mais profissionais de saúde vêm encaminhando e solicitando esta avaliação, para evitar problemas futuros ou melhorar e até mesmo resolver completamente os casos em que a alteração no frênulo da língua já tenha prejudicado alguma das funções estomatognáticas.

Foi sancionada pela Presidência da República em 20 de junho de 2014 a Lei nº 13.002 que “obriga a realização do protocolo de avaliação do frênulo da língua em bebês, em todos os hospitais e maternidades do Brasil”. No entanto essa ainda é uma realidade distante e o serviço tem sido oferecido em clínicas com o profissional capacitado.